Rio terá projeto social esportivo na comunidade do Jacarezinho

Um projeto social esportivo será inaugurado na próxima quarta-feira (17), na comunidade do Jacarezinho, no Estado do Rio de Janeiro. Desenvolvido junto ao Centro Juvenil Salesiano, o objetivo do projeto é proporcionar a inclusão de jovens em situação de risco social por meio de atividades esportivas, formação humana e apoio psicológico. Estarão presentes no evento os executivos do Real Madrid, Fundación Mapre e Salesianos de Dom Bosco.

Na comunidade carioca, cerca de 100 jovens entre 6 e 15 anos de idade terão direito a alimentação balanceada, além de participarem de atividades esportivas e sócio-educativas, de modo a promover uma formação humana integral, proporcionando uma melhoria na qualidade de vida dos envolvidos, de suas famílias e da sociedade.

De acordo com o diretor do Centro Juvenil Salesiano, Marcelo Vicente de Paula, “essa é uma iniciativa muito importante para a comunidade local, pois cria possibilidades de um futuro melhor para as crianças e adolescentes atendidas pelo projeto Cidadania pelo Esporte”.

A parceria entre as entidades do Real Madrid, Fundación Mapre e Salesianos de Dom Bosco quer implantar três escolas esportivas na América Latina: uma no Brasil, e outras duas no Panamá e El Salvador. De acordo com o Presidente da Mapfre, Antonio Cássio dos Santos “é extremamente gratificante para a instituição contribuir com a melhora na qualidade de vida de crianças em situação de risco social a se desenvolver como pessoas e cidadãos por meio de atividades esportivas”, diz.

Créditos à Agência Rio

0 comentários:

Mascote dos Jogos Militares será apresentado no domingo no Rio

Arion, o mascote do 5º Jogos Mundiais Militares, que acontecem no Rio de Janeiro no ano que vem, será apresentado ao público no domingo (14), com a participação de seu criador, o cartunista Maurício de Souza.

A apresentação acontece no Unicirco de Marcos Frota, na Quinta da Boa Vista, perto do zoológico da cidade. A programação prevê núcleos de atividades de recreação esportiva de boxe, vôlei, judô, taekwondo e orientação com atletas militares olímpicos e um grande espetáculo circense com desfile da Mascote e da Tropa da Paz. A escolha do nome da mascote dos Jogos Rio 2011 foi realizada através de uma votação na internet. O público teve 25 dias para escolher entre os três nomes sugeridos e Arion foi o grande vencedor com 41mil votos e 50,4% da preferência dos internautas.

Os 5º Jogos Mundiais Militares acontecerão na cidade do Rio de Janeiro de 16 a 24 de julho de 2011e reunirá cerca de 8 mil participantes em vinte modalidades esportivas. O Brasil deverá participar com 250 atletas e estará representado em todas as modalidades. A Prefeitura é responsável pelos investimentos de infraestrutura na cidade para receber o maior evento militar já realizado no Brasil.

Créditos à Agência Rio

0 comentários:

Odebrecht Transport é dona de 61% das ações da Supervia atualmente

Alguém ainda duvida que o setor ferroviário é a bola da vez no Brasil? A Odebrecht Transport, empresa de infraestrutura e logística do Grupo Odebrecht, comprou 61% das ações da Supervia, do Rio de Janeiro, empresa de trens urbanos. A Supervia foi privatizada em 1998 e é controlada pela holding Rio Trens Participações. Os acionistas da Supervia são The Transportation Infraestruture Equity Fund, Rio Trens Fund, Rio Rail Partners e Electra International Brazil. Progressivamente, a Odebrecht pretende assumir o controle total da concessionária.

No ano passado, a Supervia transportou 126 milhões de passageiros. A projeção para 2010 é chegar a 134 milhões de passageiros. A empresa tem uma rede aérea (fiação) de 992 quilômetros e uma frota de 160 trens que faz 716 viagens por dia.

0 comentários:

Agência vai à China e Cingapura para promover negócios no Rio

Centro do Rio de Janeiro

Representantes da Rio Negócios, agência oficial de promoção de investimentos do Estado do Rio de Janeiro, iniciam na semana que vem uma série de visitas a empresas chinesas e cingapurianas. O objetivo dos encontros será debater oportunidades de investimentos nas áreas de petróleo e gás, tecnologia, infraestrutura e logística.

"Os investimentos em infraestrutura e urbanização na cidade vão ultrapassar US$ 27 bilhões. Além disso, as áreas de energia, tecnologia e turismo experimentam uma grande expansão, gerando uma enorme demanda e oportunidade de novos negócios", frisou o diretor-executivo da Rio Negócios, Marcelo Hadadd, que vai coordenar as negociações na Ásia.

Em Pequim, executivos da agência fluminense vão se encontrar com representantes da Sinopec, a estatal de petróleo e gás; Nuctech, CETC e Huawei, do setor de tecnologia; MCC, de metalurgia; Sinotrans, de infraestrutura; e StateGrid, a maior empresa de energia da China. Também haverá reuniões com diretores do China Development Bank, o banco de desenvolvimento chinês.

A seguir será a vez de Xangai, onde estão agendados encontros com executivos da China National Petroleum Corporation (CNPC), do Shangai Construction Group General e do Shangai Dredging.

Em Cingapura estão marcadas reuniões com gestores do Jurong International, além da previsão de assinatura de convênio com a EDB Singapore, a agência de investimentos local. Haverá encontros também com executivos da Singapore Petroleum Company; da Temasek Holdingo Guosen Securities; e da Sempcorp, do setor de energia.

Créditos ao Valor Online

0 comentários:

Angra dos Reis tem maior cifra de vendas ao exterior, superando cidades como o própio Rio e todas as cidades de São Paulo

Um total de 50 municípios brasileiros, ou menos de 1% do total do país, responderam por aproximadamente 60% das exportações brasileiras nos primeiros dez meses deste ano, quando o país vendeu ao exterior o equivalente a US$ 163,309 bilhões.

Angra dos Reis

O volume exportado por esses 50 municípios somou US$ 96,140 bilhões (58,8% da cifra total). Segundo as estatísticas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o município com maior cifra de vendas ao exterior foi Angra dos Reis (RJ), com exportações de US$ 6,894 bilhões no período de janeiro a outubro deste ano.

Em segundo lugar, Parauapebas (PA) teve US$ 6,120 bilhões em exportações, ainda conforme o Ministério. São Paulo surge em terceiro lugar, com exportações de US$ 5,186 bilhões, seguido por Itabira (MG), com US$ 4,737 bilhões e Santos (SP), com US$ 4,107 bilhões.

Na ponta inversa, São Paulo foi o município com o maior volume de importações (US$ 11,4 bilhões). Em segundo lugar veio Manaus (US$ 9,2 bilhões) e logo em seguida, o Rio de Janeiro, com US$ 5,7 bilhões.

ESTADOS

O Estado com o maior volume de exportações no período de janeiro a outubro foi São Paulo, com embarques de US$ 42,4 bilhões, seguido por Minas Gerais (US$ 24,9 bilhões), Rio de Janeiro (US$ 14,8 bilhões), Rio Grande do Sul (US$ 12,9 bilhões) e Paraná (US$ 11,8 bilhões).

Em termos de importações, São Paulo volta a aparecer no topo da lista, com um volume de US$ 55,7 bilhões) em compras externas. Na segunda posição vem o Rio de Janeiro (US$ 13,6 bilhões), Paraná (US$ 11,3 bilhões) e Rio Grande do Sul (US$ 109, bilhões).

0 comentários:

Rio será sede de encontro internacional de museus

O Rio de Janeiro foi escolhido para ser sede da Conferência Mundial do Conselho Internacional de Museus (Icom, na sigla em inglês), em 2013. O anúncio foi feito hoje (12) durante o encerramento da 22ª edição do evento, em Xangai.
Museu Nacional - Rio de Janeiro

O Rio venceu com 53,2% dos votos, concorrendo com Milão e Moscou. A América Latina sediou apenas uma vez o evento. Foi em 1986, em Buenos Aires. O tema para a próxima conferência será Museus: Memória + criatividade = Mudança Social.

O Icom é uma organização internacional de museus e profissionais da área. Criado em 1946, o conselho se dedica à conservação, preservação e comunicação com a sociedade sobre o patrimônio natural e cultural, material e imaterial.

Créditos à Agência Brasil

0 comentários:

Parada Gay acontece neste domingo em Copacabana

Parada Gay em Copacabana

Será realizada, neste domingo, em Copacabana, a 15ª Parada do Orgulho LGBT, que deve reunir mais de 1 milhão de pessoas na orla. Considerada um dos maiores eventos da cidade do Rio de Janeiro, a parada faz parte do calendário oficial da cidade e tem como tema a luta contra a homofobia. Durante todo o trajeto, voluntários e participantes do desfile vão estender a já tradicional bandeira do arco-íris, que terá 120 metros de comprimento por 10 metros de largura - a maior do país.

O Grupo Arco Íris da Cidadania LGBT, organizador do evento, recebeu da Prefeitura do RIO um total de R$ 354 mil para a realização da parada.

- Estamos investindo no atendimento ao público LGBT desde o início do ano passado. No site www.rioguiaoficial.com.br , por exemplo, existe uma seção especial voltada para este segmento, com dicas de bares, restaurantes, hotéis e todos os locais considerados "gay friendly" - conta o Secretário de Turismo e Presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello.

Segundo ele, um quarto dos cerca de três milhões de turistas internacionais que visitam o Rio anualmente pertence ao segmento LGBT. Deste total, 75% são homens, com faixa etária entre 20 e 35 anos e que permanecem na cidade durante cinco dias, em média. Segundo o Ministério do Turismo, o turista gay gasta cerca de US$ 200 por dia, contra US$ 74 do turista heterossexual.

A Parada do Orgulho LGBT é realizada desde 1995 na Avenida Atlântica.

Guarda Municipal terá esquema especial para o evento
A Guarda Municipal do Rio de Janeiro montou um esquema especial com 231 agentes para atuar no evento. A operação começa à 0h de domingo, com a atuação de três guardas de trânsito que vão acompanhar a interdição da Avenida Atlântica, no trecho entre as Ruas Francisco Otaviano e Francisco Sá.

Às 8h, começarão as ações de controle urbano, fiscalização de posturas municipais e atendimento ao público em geral. A partir das 12h, mais 27 guardas de trânsito estarão distribuídos nos principais cruzamentos, nas interdições planejadas pela CET-Rio e vias de acesso ao evento. A operação contará ainda com 10 reboques de prontidão para remover veículos estacionados irregularmente.

Créditos ao O Globo

0 comentários:

Campanha Rio contra a dengue atua em Tanguá

Os agentes da campanha Rio contra dengue visitaram, nesta sexta-feira (12), o bairro Pinhão, no município de Tanguá, para conscientizar a população sobre os cuidados necessários para que as larvas do mosquito da dengue não se desenvolvam. A campanha é uma parceria entre a Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro, o Centro de Controle de Zoonoses dos municípios e a Subsecretaria de Governo da Região Metropolitana.

- Vamos trabalhar para levar mais informações para os moradores e combatermos a proliferação do Aedes Aegypti. A conscientização da população é a nossa maior arma no combate à dengue - destacou o subsecretário de Governo, Alexandre Felipe.

O município de Tanguá possui cerca de 30 mil habitantes e teve o índice de infestação do mosquito registrado em 2,3% no último levantamento do Índice Rápido do Aedes (Lira), realizado em 2010. Hoje, foram visitadas 77 casas e 28 telas de proteção de caixas d’ água foram instaladas. Mais de mil panfletos informativos e 26 cartazes de alerta foram espalhados pelo bairro. Cerca de 180 pneus que estavam abandonados em oficinas da região também foram recolhidos e encaminhados para Usina da Secretaria de Meio Ambiente de Tanguá.

Cerca de 30 homens do Corpo de Bombeiros também participaram da mobilização. De acordo com o coordenador do Centro de Controle de Zoonoses de Tanguá, Walber Mouzer, o principal objetivo da ação é evitar a proliferação do mosquito.

- As pessoas costumam armazenar água em galões, garrafas e latas, que se tornam locais de proliferação do mosquito. Quando visitamos as casas, recomendamos que os moradores não deixem água acumular em potinhos de plantas, latas e garrafas - observou Walber.

A campanha não para. Neste sábado (13/11), as equipes percorrerão o bairro de Itaipu, em Niterói. Na próxima semana, os municípios visitados serão São Gonçalo, Niterói, Itaboraí e Cachoeiras de Macacu.

Créditos à Subsecretaria de Governo

0 comentários:

Detran apreende 78 veículos no primeiro dia de megaoperação

O Detran apreendeu, nesta sexta-feira (12/11), 78 veículos no primeiro dia da megaoperação contra inadimplência de IPVA e falta de licenciamento anual que acontecerá durante todo o feriado de Proclamação da República. Na fiscalização, realizada hoje na capital, em São João de Meriti, Búzios, Magé e Itaguaí, foram rebocados 77 carros de passeio e um caminhão, e duas Carteiras Nacionais de Habilitação vencidas foram recolhidas. Os trabalhos se estenderão até terça-feira (16) e os agentes também atuarão nos municípios de Nova Iguaçu, Queimados, Japeri, Paracambi, Guapimirim, Mangaratiba, Araruama e Rio das Ostras.

As CNHs recolhidas serão inutilizadas, e quem teve o documento retido deverá dar entrada na renovação no Detran para retomar o direito de dirigir. A liberação dos automóveis rebocados é feita mediante pagamento dos débitos do IPVA, multas, taxa do reboque e diárias do pátio. Caso o veículo não seja liberado no prazo legal de 90 dias, será leiloado.

O motorista flagrado dirigindo veículo com o licenciamento anual vencido comete infração gravíssima, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro. Além de ser multado em R$ 191,54, ele recebe sete pontos na carteira de habilitação e tem o veículo apreendido.


Créditos à Ascom do Detran

0 comentários:

Uerj, Ceperj e Cebela realizam seminário Desenvolvimento e Educação

Uerj

O Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas e Formação Humana (PPFH) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, em parceria com a Fundação Ceperj (Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro) e Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americos (Cebela) realizam o Seminário "Desenvolvimento e Educação : Qual Desenvolvimento e Educação para qual Sociedade", nos dias 18 e 19 de novembro. O evento será nos auditórios 91 e 93 da Uerj, na Rua São Francisco Xavier, 524, 10° andar, Maracanã.

Pesquisadores, intelectuais, políticos, técnicos e gestores vão debater e confrontar criticamente as concepções de desenvolvimento e de educação no âmbito nacional e em relação à América Latina. As inscrições são gratuitas e feitas no site www.seminarioeducacao.org.

O ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), Samuel Pinheiro Guimarães, Theotônio dos Santos, do Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos (Cebela) e da Universidade Federal Fluminense (UFF), Gaudêncio Frigotto, do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Formação (PPFH) da Uerj, Dermeval Saviani, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Emir Sader, do Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais (Clacso), Roberto Amaral, da Cebela, são alguns dos palestrantes do evento.

O seminário “Desenvolvimento e Educação” terá quatro temas: “Concepções de desenvolvimento e de educação e o papel do Estado no Brasil hoje: um balanço crítico”, Ciência, tecnologia e o papel da universidade na contrução de projeto radicalmente democrático de desenvolvimento no Brasil”, “O projeto brasileiro de desenvolvimento e a sua relação internacional, especialmente em relação à América Latina” e “Análise crítica dos indicadores econômico, sociais, educacionais e culturais que qualificam qual desenvolvimento e educação para qual sociedade?”

Desenvolvido pela coordenação acadêmica do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Formação Humana (PPFH-Uerj), Centro de Estudos e Pesquisas da Ceperj e Cebela, o seminário terá como eixos centrais as concepções de desenvolvimento e educação e o papel do Estado; ciência e tecnologia e o papel da universidade na contrução de um projeto nacional de desenvolvimento e centrado na busca de respostas às profundas desigualdades sociais e à natureza das relações da sociedade brasileira no plano nacional e, especialmente, com a América Latina; e encerra com uma análise crítica dos indicadores econômicos, sociais, educacionais e culturais que permitam qualificar qual o desenvolvimento, qual educação, para qual sociedade.

O seminário terá duas palestras diárias (manhã e tarde), com a participação de um moderador. Os debates devem virar uma coleção de palestras apresentadas em DVD e a edição dos Anais ou de um livro.

“Desenvolvimento e Educação” é coordenado pelo Zacarias Gama (PPFH/Uerj), Gaudêncio Frigotto (PPFH/Uerj), pelo Diretor do Ceep da Fundação Ceperj, Epitácio Brunet, Roberto Amaral (Cebela) e o Sociólogo Luiz Carlos Barreto Lopes.

Programação

Data: 18 de novembro

Local: auditório 91 – Uerj

Mesa 1

Tema: Concepções de desenvolvimento e de educação e o papel do Estado no Brasil hoje: um balanço crítico.

Expositores: Theotônio dos Santos (UFF e Cebela) e Dermeval Saviani (Unicamp)

Moderador: Gaudêncio Frigotto (PPFH/Uerj)

Horário: 9h às 12h30

Mesa 2

Tema: Ciência, tecnologia e o papel da universidade na contrução de projeto radicalmente democrático de desenvolvimento no Brasil

Expositores: Laura Tavares (UFRJ) e José Raymundo Romeo (UFF)

Moderador: Antônio Carlos Ritto (PPFH/Uerj)

Horário: 14h30 às 18h

Data: 19 de novembro

Local: auditório 91 – Uerj

Mesa 3

Tema: O projeto brasileiro de desenvolvimento e a sua relação internacional, especialmente em relação à América Latina

Expositores: Emir Sader (CLACSO / PPFH-Uerj)

Samuel Pinheiro Guimarães Neto (Unb – IRBr/MRE)

Moderador: Roberto Amaral (Cebela)

Horário: 9h às 12h30

Mesa 4

Tema: Análise crítica dos indicadores econômico, sociais, educacionais e culturais que qualificam qual desenvolvimento e educação para que sociedade?

Expositores: Márcio Pochmann (Ipea – Unicamp) e Cândido Grzybowski (Ibase)

Moderador: Luiz Edmundo Aguiar (UFRJ)

Horário: 14h30 às 18h

Créditos à Fundação Ceperj

0 comentários:

Apoio à criação de RPPN do Estado do Rio é apresentado em congresso na Guatemala

O Programa de Apoio à criação de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN) do Estado do Rio, desenvolvido pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão executivo da Secretaria do Ambiente, será tema de artigo apresentado no IX Congresso Interamericano de Conservação em Terras Privadas, que acontece de 15 a 18 deste mês, na Guatemala. Desde 2008 foram criadas 27 reservas em território fluminense, que totalizam 1.286 hectares de área de Mata Atlântica sob proteção integral.

As reservas particulares são unidades de conservação situadas em terras privadas, reconhecidas pelos órgãos ambientais, que permitem atividades recreativas, de educação ambiental e pesquisa científica. Além de incentivar a criação dessas unidades, que hoje se distribuem por 12 municípios, com destaque para Nova Friburgo e Silva Jardim, o Inea também incentiva a integração das RPPN nos mosaicos de unidades de conservação, formados por parques, áreas de proteção ambiental e reservas estaduais, federais e municipais.

É o caso de 13 RPPN estaduais que integram o Mosaico de Unidades de Conservação Mico-Leão-Dourado, que está em processo de reconhecimento oficial e é o tema do trabalho apresentado na Guatemala. A apresentação será feita pela chefe do Núcleo de RPPN da Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas do Inea, Roberta Guagliardi, que assina o trabalho com a assessora para assuntos de Mosaico do Inea, Manuela Tambellini. O mosaico, com oito municípios e 21 unidades de conservação, atua de forma integrada para, entre outros objetivos, proteger o mico-leão dourado, espécie endêmica da Mata Atlântica e ameaçada de extinção.

- A atuação das RPPN em um modelo de gestão integrada contribui de forma efetiva para a formação de corredores de biodiversidade, que unem os fragmentos de Mata Atlântica e garantem maior conservação das espécies – disse Roberta Guagliardi.

O trabalho do Inea se estende também às prefeituras. No dia 8 de novembro, um seminário realizado em conjunto com a Associação Mico-Leão-Dourado e o Instituto BioAtlântica, em Casimiro de Abreu, reuniu representantes de nove municípios, que foram orientados sobre os benefícios da criação de RPPN, inclusive para o cálculo do ICMS Ecológico, o qual leva em consideração critérios ambientais para o repasse aos municípios.

Créditos à Ascomd o Inea

0 comentários:

Grupo de dança da Uerj se apresenta com entrada franca

O Departamento Cultural da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) promove apresentações de dança do grupo Kinesis - Núcleo de Artes Cênicas e convidados na próxima quinta-feira (18/11), às 19h. O evento acontece no Teatro Noel Rosa, com entrada franca, e contará com performances solos elaboradas por integrantes do grupo e participação da Cia. de Dança da UFRJ e da Cia. Corpafro.

O Kinesis consiste em um projeto de pesquisa e extensão do Instituto de Artes criado em 1999, contando com a participação de alunos, docentes e ex-alunos da Uerj, além da colaboração de outras instituições como a UniRio e o Centro de Artes Calouste Gulbenkian. Seu intuito é criar um espaço para debate, produção e difusão do conhecimento acadêmico nos âmbitos das artes cênicas e linguagens poéticas. Sob coordenação da professora Maria Lúcia Galvão, o grupo se apresentará com o trabalho "A Linha...".

O evento faz parte da nova edição do Uerj em Casa. Idealizado pela Divisão de Teatro do Departamento Cultural, seu intuito é oferecer oportunidades de difusão dos trabalhos artísticos criados por membros da comunidade interna da Universidade com inclusão destes nas pautas dos espaços cênicos.

Serviço

Uerj em Casa com Kinesis - Núcleo de Artes Cênicas e Convidados

Local: Teatro Noel Rosa/Centro Cultural da Uerj

Rua São Francisco Xavier, 524 – Maracanã

Tel.: (21) 2334-0048

Data: 18 de novembro de 2010, quinta-feira

Horário: 19h

Entrada franca

Créditos à Ascom da Uerj

0 comentários:

Projeto analisa as complexidades das transformações no Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Com uma paisagem natural tão diversa, com serra, baixada e mar, o Rio de Janeiro sempre encantou gente de todo o mundo, fonte de inspiração para músicos e poetas. Os efeitos da ocupação urbana, no entanto, muitas vezes comprometem essas belezas naturais. Para analisar como essas transformações interferem no espaço, dos efeitos da forte presença da metrópole carioca e da urbanização sobre a paisagem fluminense, um grupo multidisciplinar – que abrange pesquisadores com experiência em geoprocessamento, avaliação ambiental, gestão territorial e planejamento – do Departamento de Geografia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC), desenvolveu o projeto "Metropolização e transformações no espaço e na paisagem do Estado do Rio de Janeiro".

O estudo, que tem coordenação de João Rua, doutor em geografia humana, contou com recursos do edital Apoio a Grupos Emergentes de Pesquisa no Estado do Rio de Janeiro.

Durante a pesquisa, foi feito o levantamento e a atualização de informações sobre o contexto histórico, socioeconômico, político, cultural e físico-ambiental do território fluminense, além de pesquisa em documentos históricos ligados à sua ocupação, entrevistas com moradores e análise de informações sobre as manifestações urbanas em áreas rurais. Tudo isso permitiu aos pesquisadores avaliarem diversos aspectos do Rio de Janeiro.

Tomando-se como ponto de partida a época da fusão do estado da Guanabara com o estado do Rio de Janeiro, há 35 anos, uma das mudanças mais significativas, de acordo com João Rua, foram as estratégias de interiorização econômica, política e cultural, que vêm integrando a capital ao interior do estado.

- O pólo petroquímico de Itaboraí, as fábricas de automóveis em Resende, entre outros exemplos, estão unindo o que a história separou desde o governo de Juscelino Kubitschek, em que se priorizou a entrada de empresas estrangeiras e o investimento de capital internacional no sudeste do país - explica o geógrafo.

Esta integração da capital ao interior é muito mais do que física. João Rua explica que as influências culturais e de comportamento que a metrópole tem exercido sobre o interior fluminense, ao longo do tempo, têm encurtado a distância entre ambos. Segundo o pesquisador, não basta estar na cidade para ser considerado urbano. Ele detalha como se processa esta situação, a partir do conceito de urbanidades.

- Considera-se que urbanidades podem ser constituídas por uma enorme gama de manifestações, que incluem, em seus aspectos materiais, a melhoria da infraestrutura e dos meios de comunicação, novas formas de lazer, uma segunda residência, o turismo, as indústrias, o acesso a bens de consumo coletivos, especulação imobiliária e o preço da terra, além de novas relações de trabalho e direitos trabalhistas, aposentadoria rural, dentre outros indicadores relevantes - enumera.

Mas aspectos imateriais também podem incluídos entre as urbanidades, como certos valores, entre eles a moda, a preocupação com a segurança, hábitos e costumes.

- Também os hábitos e costumes difundidos pela mídia têm alterado significativamente a vida cotidiana rural. Assim, muita gente que mora na metrópole não tem, necessariamente, uma vida urbana, enquanto pessoas que moram no interior podem ter mais acesso às ditas urbanidades. É nesse ponto que as fronteiras entre urbano e rural se perdem e ganham novas significações - exemplifica o pesquisador.

Outro ponto abordado na pesquisa é a complexidade da relação entre a habitação urbana no que diz respeito à exploração destrutiva da imensa diversidade natural do estado.

- Precisamos lembrar que as perturbações críticas responsáveis pela devastação florestal em áreas montanhosas e florestais da região metropolitana do Rio de Janeiro não implicam apenas perdas ecológicas e econômicas, mas também prejuízos a possibilidades de serviços ambientais, como o turismo ecológico. Foi constatado que a deflagração de processos erosivos, como os desabamentos de encostas, sempre têm início em pequenas transgressões, que desencadeiam processos muitas vezes irreversíveis e tragédias que já pudemos presenciar - diz.

Segundo o geógrafo, o que acontece numa encosta acaba se refletindo sobre toda a bacia de drenagem, podendo causar seu assoreamento, diminuindo a qualidade e a quantidade de água.

- A utilização de uma encosta para a construção de uma estrada, por exemplo, precisa levar em conta esses fatores, porque do contrário incorrerá em custos de manutenção ou de recuperação altíssimos, caso mais tarde a encosta venha a desabar por falta de planejamento adequado e diagnóstico preciso - argumenta.

Para João, poderia haver um uso mais apropriado da natureza.

- Do ponto de vista de benefícios para a população do Rio de Janeiro, manter a floresta de pé significa poder contar com serviços ambientais importantes. A intensificação do turismo ecológico na floresta da Tijuca, a terceira maior floresta urbana do mundo, por exemplo, seria uma excelente alternativa para uma exploração sustentável, que traz benefícios à população sem destruir o ambiente - sugere.

Além do coordenador, também participam do projeto os pesquisadores Augusto César Pinheiro da Silva, Regina Célia de Mattos, Álvaro Ferreira, Rita Montezuma, Rogério de Oliveira e Luiz Felipe Guanaes Rego.

Créditos à Faperj

0 comentários:

Semana da Consciência Negra ganha evento no Vidigal

A Semana da Consciência Negra será tema de apresentações e comemorações no Colégio Estadual Almirante Tamandaré, do Vidigal. Os alunos e a comunidade vão celebrar no dia 17 de novembro, das 18h30 às 22h, com apresentação do Grupo de Dança Nós do Morro, Bateria da Acadêmicos do Vidigal e participação dos estudantes com pagode, rap, funk e hip-hop.

Créditos à Secretaria de Educação

0 comentários:

Mais de 700 trabalhadores disputam torneio esportivo no Rio de Janeiro

À esquerda Costa Brava Clube e à direita Joá

Nos dias 19 e 20 deste mês, das 8h às 18h, 712 trabalhadores, representantes de 95 empresas dos estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, estarão reunidos no Rio de Janeiro para disputar a Etapa Sudeste dos Jogos do Sesi 2010, organizado pelo Sesi-RJ. O evento servirá de teste para 2013, quando a cidade recebe os Jogos Mundiais dos Trabalhadores, com a participação de 23 países e mais de dois mil atletas.

Os Jogos do Sesi envolvem dez modalidades e são voltados para trabalhadores das indústrias, que não sejam atletas profissionais. Eles acontecem em âmbito municipal ou estadual, regional e nacional. Os vencedores da etapa regional ficam classificados para a fase nacional, que nesta edição acontecerá no ano que vem, na Bahia. A Etapa Nacional dos Jogos do Sesi de 2012 será classificatória para os Jogos Mundiais de 2013.

As modalidades disputadas na Etapa Sudeste 2010 serão atletismo (masculino e feminino), futebol de campo (masculino), futebol de sete (categoria máster e masculino), futsal (masculino e feminino), natação (masculino e feminino), tênis de mesa (masculino e feminino), tênis (masculino e feminino), voleibol (masculino e feminino), vôlei de praia (masculino e feminino), xadrez absoluto e basquetebol, que será disputado como modalidade de apresentação.

As competições acontecerão na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), Clube de Regatas do Flamengo, Praia de Copacabana, Estádio Célio de Barros, Clube Monte Líbano e no Clube Federal Rio de Janeiro.

Além das disputas - na sexta-feira e no sábado, das 8h às 17h - os competidores poderão usufruir do Espaço do Atleta, que irá oferecer serviços de saúde e bem-estar. O espaço estará montado na AABB. Nos locais das disputas, os atletas também terão à disposição o serviço de shiatsu.

A abertura da Etapa Sudeste dos Jogos do SESI acontecerá dia 18, quinta-feira, às 19h, no Costa Brava Clube, no Joá. Estarão presentes os Superintendentes do SESI de todo o país, entre eles Maria Lúcia Telles, do Rio de Janeiro, o Diretor de Saúde do Sistema Firjan, Sérgio Bastos, o Gerente Executivo de Cultura, Esporte e Lazer do Sesi Nacional, Eloir Simm, e personalidades esportivas.

Créditos à Subsecretaria de Comunicação Social

0 comentários:

Últimos dias para inscrições do concurso da Faetec

Faltam poucos dias para a Fundação Ceperj (Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro) encerrar as inscrições para o concurso público da Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica). Os interessados devem se apressar para fazer suas inscrições, que vão até 23h59 da próxima quarta-feira (17/11), na página da Ceperj (www.ceperj.rj.gov.br).

Quem não tem acesso à internet, a Fundação disponibiliza postos de inscrições presenciais: na sede da Ceperj, à Avenida Carlos Peixoto, 54, térreo, Botafogo, na Faetec, à Rua Clarimundo de Melo, 847, Quintino de Bocaiúva, ambos no Rio, em Campos dos Goytacazes, no Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muilaert (ISEPAM), à Rua Deputado Alair, 37, Turf Club, no Centro de Educação Tecnológica e Profissionalizante (CETEP), à Estrada Resende/Riachuelo, s/n°, na Morada da Colina, em Resende, no Hotel Escola Parque Araruama, à Avenida República da Argentina, 502, Parque Hotel, em Araruama, no Centro de Educação Profissional em Tecnologia da Informação (CETEP) Petrópolis, à Avenida Getúlio Vargas, 335, Quitandinha, em Petrópolis. Os postos recebem inscrições das 10h às 16h em dias úteis.

São 1.148 vagas, sendo 940 para professor, para cargos das áreas de Educação, Administração, Engenharia e Saúde Escolar dos níveis Superior e Médio, com vencimentos até R$ 2.681,09. As oportunidades são para contratação imediata. Para efetuar a inscrição, o candidato precisa preencher corretamente a ficha de inscrição, imprimir o boleto bancário e pagá-lo até o dia 18 de novembro, em qualquer agência bancária.

As taxas são de R$ 70, para o cargo de professor Instituto Superior, R$ 45 para professor Faetec (todas as disciplinas), outros cargos de nível Superior e cargos de nível Médio, com ressalva para os cargos de operador de micro, técnico de contabilidade, agente administrativo e inspetor de alunos, que são de R$ 35.

Marcus São Thiago, diretor de Concursos e Processos Seletivos da Fundação Ceperj, orienta os candidatos a não deixarem para fazer suas inscrições na última hora e dá as dicas para uma boa preparação até o dia das provas.

- O candidato deve evitar fazer a inscrição na data limite, porque pode encontrar congestionamento na rede. Para fazer a prova, o candidato tem que estar com o boleto bancário pago até o vencimento. O edital do concurso está disponível no site da Ceperj e nele estão todos os conteúdos programáticos das disciplinas cobradas nas provas. O candidato deve orientar seus estudos para esses conteúdos e procurar resolver muitos exercícios de provas já aplicadas. A aprovação em concursos públicos sempre depende de um bom preparo daquele que quer conquistar a estabilidade na esfera pública, comentou São Thiago.

Os candidatos terão que passar por duas etapas para conquistar uma vaga na Faetec. A prova objetiva será aplicada no dia 19 de dezembro. Os aprovados têm que apresentar seus títulos de 26 a 431 de janeiro de 2011. O resultado final deste concurso será publicado no Diário Oficial e na página da Ceperj, no dia 23 de fevereiro de 2011.

Para a área de Educação Profissional são disponibilizadas vagas para profissionais de Administração, Contabilidade, Marketing, Produção de Áudio e Vídeo, Eventos, Produção de Moda, Publicidade, Edificações, Gerência em Saúde, Enfermagem, Enfermagem do Trabalho, Prótese Dentária, Segurança do Trabalho, Meio Ambiente, Estética, Psicologia, Cerâmica, Petróleo e Gás, Construção Naval, Química/Cosméticos, Eletrotécnica, Eletrônica, Mecânica, Química/Polímeros, Informática, Telecomunicações, Turismo, Turismo/Guiamento e Hotelaria. Há vagas também para professores de Gestão e Negócios; Produção Cultural e Design; Infraestrutura; Ambiente, Saúde e Segurança; Produção Industrial; Controle e Processos Industriais; Informação e Comunicação; Hospitalidade e Lazer.

O cargo de Professor Instituto Superior distribui vagas para 21 especializações: Português/Inglês, Informática, Administração, Direito, Sociologia, Filosofia, Química, Engenharia Ambiental, Engenharia da Segurança do Trabalho, Física, Economia, Biologia, Geografia, História, Agronomia, Psicologia, Educação Física, Educação, Matemática, Artes e Educação e Música.

Professores de Educação Básica podem disputar vagas para Língua Portuguesa, Literatura, Artes, Música, Dança, Inglês, Espanhol, Francês, Matemática, Física, Química, Biologia, História, Geografia, Sociologia e Filosofia. Há oportunidades para Educação Especial que dispõe de 27 vagas.

Supervisor educacional, orientador educacional e inspetor educacional são as oportunidades para especialista técnico pedagógico.

Na área administrativa são oferecidas vagas para candidatos de nível Superior em Administração, Engenharia e de Saúde Escolar nos cargos: advogado, analista de sistemas, contador, engenheiro civil, assistente social e nutricionista.

Para o ensino Médio têm oportunidades para candidatos com especialização para operador de micro e técnico de contabilidade. Os demais cargos para nível Médio são para agente administrativo e inspetor de alunos.

Créditos à Fundação Ceperj

0 comentários:

Moradores do Alemão mais perto do sonho da casa própria

Residencial Palmeiras, no Complexo do Alemão

O vendedor e estudante Adailton de Oliveira estava ansioso, afinal não é sempre que se consegue realizar o sonho da casa própria, ainda mais quando se tem 19 anos e está se preparando para ser chefe de família. Prestes a se casar, o morador do Complexo do Alemão conheceu nesta sexta-feira (12/11) o bloco e o número do apartamento que irá viver a partir de dezembro. Ele e mais 290 moradores da comunidade da Zona Norte prejudicados pelas chuvas do mês de abril foram contemplados com uma unidade habitacional no condomínio Jardim Palmeiras, doado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro.

- Sempre fui independente. Há três anos, meu pai me ajudou a construir uma casinha. Infelizmente, a casa foi atingida por tempestades e está condenada. Graças a Deus consegui ser selecionado para morar nesse conjunto fechado, que é muito legal. Estou super feliz. É uma grande vitória. Minha família está orgulhosa de mim. Agora, só falta arrumar um emprego, me casar e formar a minha família - contou Adailton, que vibrou quando sorteou o número de seu novo endereço: bloco 4, apartamento 303.

As famílias cadastradas pelo governo estadual ganharão mais do que moradias. O condomínio da Rua Itacaré, que fica ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h e próximo do Colégio Estadual Tim Lopes e do Complexo Esportivo do Alemão, foi construído para garantir a pessoas que perderam ou tiveram suas casas danificadas pelo temporal mais conforto e segurança. Até se mudar para os novos apartamentos do programa Minha Casa, Minha Vida, as famílias continuarão a receber o aluguel social no valor de R$ 400.

- Em outubro, inauguramos o condomínio Acácias e 291 pessoas já começaram a se mudar. O Jardim Palmeiras foi entregue pelo presidente Lula e pelo governador Sérgio Cabral no mesmo dia. Esses residenciais não seriam destinados a essas pessoas. Com as chuvas, 1.200 famílias ficaram desabrigadas no Alemão, por isso o governo comprou o empreendimento, que era para ser vendido a pessoas da classe média. O apartamento é ótimo. Tem sala, dois quartos, cozinha e banheiro. É um condomínio fechado com guarita e área de lazer - explicou a coordenadora social do PAC Social, Ruth Jurberg.

Depois do sorteio no Canteiro Social do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), os condôminos vão participar do chamado encontro de integração, realizado por profissionais da Secretaria da Casa Civil. Durante uma semana e meia, os moradores do residencial poderão se conhecer e aprender juntos como cuidar de seus novos lares. Mas, o trabalho do PAC Social não termina com a entrega das chaves dos apartamentos. Os moradores serão acompanhados por seis meses.

- A partir da semana que vem, essas pessoas beneficiadas participam de reuniões conosco para conviver, se conhecer e criar a convenção do condomínio coletivamente. Após quinze horas de encontros, eles estarão aptos a se mudar. Os moradores só terão as chaves das unidades se fizerem esse curso. Isso é muito importante para manter a ordem desde o início. No final, eles podem se organizar para eleger um síndico e determinar a tarefa de cada um no condomínio - enfatizou Ruth Jurberg.

Créditos à Subsecretaria de comunicação Social

0 comentários:

Cedae recebe prêmio Amcham na categoria Educação Ambiental

A Cedae recebeu, na noite de ontem, no Centro, com o Projeto Cedae Educação Ambiental, o 6º Prêmio Brasil Ambiental, conferido pela Câmara de Comércio Americana (Amcham). O objetivo da entidade é estimular ações e reconhecer o mérito de iniciativas voltadas à preservação do meio ambiente e ao desenvolvimento de ações ambientalmente responsáveis, praticadas por empresas com atuação no Brasil.

O conceituado prêmio foi entregue no Rio, ao presidente da Cedae, Wagner Victer, em razão do sucesso das iniciativas de educação e recuperação ambiental da companhia. Vencedora na categoria Educação Ambiental, a Cedae demonstrou que, durante os processos que envolvem o tratamento da água e do esgoto, é possível promover ações preventivas para a preservação do planeta, criando em adultos e crianças uma consciência ambiental direcionada à sustentabilidade e à responsabilidade social.

Foi com este espírito que a atual gestão implantou o Programa Cedae Educação Ambiental, que engloba as seguintes iniciativas: Campanha Salve o Planeta, Economize Água; Programa Cedae Educação Ambiental nas Escolas, Projeto Replantando Vida (promove o reflorestamento das margens dos rios utilizando a mão-de-obra de apenados do regime semi-aberto) e os Centros de Visitação Ambiental.

- Estes projetos vão ao encontro da agenda de compromissos estabelecidos com o Comitê Olímpico Internacional (COI) para a realização dos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro – enfatizou o presidente da Cedae, Wagner Victer.

Presente à cerimônia de premiação, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, proferiu a palestra “Estratégias para redução da emissão de gases”.

Créditos à CEDAE

0 comentários:

Inea fará licitação para elaborar Plano Estadual de Recursos Hídricos

Centro do Rio de Janeiro

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão executivo da Secretaria do Ambiente, fará licitação para a contratação de consultoria especializada para elaboração do Plano Estadual de Recursos Hídricos do Estado do Rio (PERHI-RJ). O plano é um instrumento estratégico para o planejamento integrado das ações relacionadas ao setor de recursos hídricos com as demais ações setoriais, em desenvolvimento ou em fase de estruturação, que tenham interferências e rebatimento nas águas fluminenses.

Para a elaboração do plano, a Diretoria de Gestão das Águas e do Território do Inea preparou um Termo de Referência com diretrizes e especificações técnicas que devem nortear o estudo, de forma participativa e integrada. O termo de referência foi embasado em consultas realizadas ao longo do ano de 2009, incluindo duas oficinas de planejamento com representantes dos comitês de bacia, dirigentes institucionais e representantes de setores produtivos, entre outros, para subsidiar a definição dos objetivos do documento.

As oficinas foram realizadas em abril para definição de objetivos estratégicos de médio e longo prazos, reunindo atores estratégicos e técnicos. Em setembro, numa reunião na sede do Inea, foram convidados os representantes dos comitês de bacia e técnicos das superintendências regionais do órgão, que enviaram posteriormente suas contribuições.

Como resultado destas consultas, ficou acordado que o plano deverá ter caráter estratégico para tornar a gestão de recursos hídricos um suporte ao desenvolvimento sustentável do estado. Uma das diretrizes definidas será o estabelecimento de compromissos e pactos para sua efetiva implantação.

A abertura dos envelopes da licitação será feita no dia 1º de dezembro. O edital pode ser retirado na sede do Inea (Avenida Venezuela, 110/Sala 401 – Centro – Rio de Janeiro), de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Para mais informações, os interessados podem entrar em contato com o Núcleo de Apoio à Licitação pelo telefone (21) 2334-9430.

Créditos ao Inea

0 comentários:

EGP-Rio aprimora metodologia para projetos sociais do PAC 2

Rio de Janeiro

Aprimorar a metodologia de um trabalho pioneiro, que vem produzindo bons resultados. Esta foi a proposta do Seminário do PAC Social, realizado pelo EGP-Rio e voltado para gestores públicos e técnicos envolvidos com as ações sociais em comunidades favorecidas pelas obras de infraestrutura do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) - trabalho realizado atualmente nas comunidades do Alemão, Rocinha e Manguinhos.

O encontro contou com a participação do secretário de Assistência Social e Direitos Humanos, Ricardo Henriques, e do coordenador-geral do EGP-Rio, José Cândido Muricy, além do representante da Caixa Paulo Magalhães e dos analistas técnico-sociais Maria Emilia Cordeiro e Gabriel Vasconcellos.

O objetivo é formatar os projetos sociais do PAC 2, que começam no próximo ano, já com os novos parâmetros metodológicos. Um dos pontos incluídos é a necessidade de realização de um diagnóstico social prévio das comunidades beneficiadas, com levantamento do perfil socioeconômico, equipamentos existentes e índices de escolaridade, saúde, infraestrutura, transporte, etc.

Será feito também um mapeamento de ações sociais já realizadas no território por outras áreas do governo estadual. A intenção é evitar duplicidade de projetos e potencializar os recursos investidos.

- Vamos reforçar ações já existentes, se necessário - afirma Muricy. - Neste caso, faremos parcerias com os órgãos que executam os projetos naquela comunidade e com o trabalho social das UPPs em áreas já existentes.

A medição do projeto passará a ser feita por produto, e não mais por um conjunto mensal de ações, como é atualmente. - Esta mudança permite mensurar com mais eficiência os resultados do trabalho em cada etapa, com começo, meio e fim - explica.

Serão também definidos, na etapa de entrada no território, os indicadores a serem medidos de forma a comprovar a eficácia das ações e propostas de cada comunidade.

Sobre o PAC Social

Com investimentos que somam R$ 35,5 milhões, o PAC Social é coordenado diretamente pela Secretaria de Estado da Casa Civil, por meio do Escritório de Gerenciamento de Projetos (EGP-Rio), e tem os seguintes objetivos:

• Minimizar os impactos negativos ao cotidiano das comunidades beneficiadas pelas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (diminuição de espaços de locomoção, fechamento de ruas, demolição de construções, etc) e maximizar os impactos positivos (como as entregas dos novos equipamentos e serviços);

• Gerar oportunidades de trabalho e renda para a comunidade local, inclusive com a contratação de profissionais da comunidade nas obras e no trabalho social;

• Sensibilizar atores locais para fortalecer a integração e melhor desenvolvimento dos projetos;

• Desenvolver ações para o fortalecimento da organização comunitária; • Implantação de um Canteiro Social local para estruturação e formação dos espaços de diálogo social e mediação;

• Elaboração de um Projeto de Mobilização e Participação Comunitária, de forma a garantir o envolvimento das comunidades em todo o processo.

Entre os projetos implementados pelo PAC Social estão os Censos Domiciliar e Empresarial das comunidades do Alemão, Rocinha e Manguinhos; o Cabine Escola - que visa familiarizar os moradores do Complexo do Alemão com o uso do teleférico -; os Módulos de Integração - oficinas que orientam os contemplados com novas unidades habitacionais a organizar os seus condomínios e as Oficinas do Imaginário, atividades lúdicas que refletem os desejos da comunidade em relação ao seu território, entre outros.

Créditos à EGP-Rio

0 comentários:

Viradão Esportivo começa neste sábado

A segunda edição do Viradão Esportivo começa neste sábado (13/11), com o apoio das secretarias estaduais de Turismo, Esporte e Lazer, Educação e Segurança. A maior maratona esportiva do país terá como tema Educação. Serão 33 horas ininterruptas de atividades esportivas, gratuitas, espalhadas por todo o estado. A abertura do Viradão Esportivo será no Cristo Redentor, às 9h do dia 13/11, e contará com a presença do ministro do Esporte, Orlando Silva, da secretária de Turismo, Esporte e Lazer, Marcia Lins, e de diversas autoridades ligadas ao esporte. A expectativa é de que quatro milhões de pessoas participem dos eventos em diversos municípios do Rio. Além de todo o Brasil, esta segunda edição do Viradão será realizada também nos Estados Unidos, na Colômbia, Venezuela e Argentina.

Viradão Esportivo no Leblon

Na cerimônia de abertura, os atletas brasileiros de judô Flavio Canto, Leandro Guilheiro, Luciano Correa, João Gabriel, Rafael Silva e Rafaela Silva farão uma exibição junto com 30 crianças do projeto Rio 2016, do Governo do Estado. O encerramento, no domingo, a partir 17h, será no Piscinão de São Gonçalo, com show do grupo Revelação, Mc Buchecha e grupo Piscilata formado por crianças. O Viradão é uma realização da Cufa (Central Única das Favelas), com promoção da TV Globo Rio.

Em todas as escolas da rede pública de ensino haverá algum tipo de atividade sendo praticada. As Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs) também participarão do Viradão. Na do Andaraí, haverá uma clínica do Guga, com mini-quadras de tênis, além de 25 mesas de tênis de mesa. Também acontecerão atividades nas orlas do Rio de Niterói, na Lapa e no Piscinão de São Gonçalo, entre outros. Nos principais pontos de atividades, haverá postos de coletas de brinquedos e livros para serem doados à campanha Natal Sem Fome dos Sonhos, da Unesco. O objetivo do Viradão Esportivo 2010 é conscientizar a população sobre a importância dos exercícios físicos para uma vida mais saudável. A Cufa já inscreveu mais de dois mil eventos em todo o Estado do Rio. Entre as atividades, estão corrida de kart, torneio de vôlei da Escola Bernardinho, Velejando com as Famílias, do Projeto Grael, em Niterói; aulas de surfe gratuitas para portadores de necessidades especiais, na Barra e no Recreio; mini-tênis e o tênis de mesa, com Wii, no Andaraí; demonstração de manobras de patins, clínicas de Le Parkour, boliche, campeonato feminino de basquete, clínica de dardo, aulão de lambaeróbica, aulão de hidroginástica, campeonato de natação no piscinão de São Gonçalo com Clodoaldo Silva, vôlei de praia sentado, futebol de sabão, além de uma série de atividades em comunidades pacificadas.

Todos os eventos cadastrados estão disponíveis no site, e o público pode escolher aquele que mais interessar. Quem quiser poderá, também, se cadastrar para trabalhar como voluntário, participar dos fóruns dando opinião, tirar dúvidas e dar sugestões. A programação completa pode ser conferida no site www.viradaoesportivo.com.br.

SÁBADO

Abertura oficial

Corcovado - Cristo Redentor - 9h

Rio Academia 2010 - Academia Ao Ar Livre

Praia de Ipanema - Posto 10 - 7h às 13h

Evento participativo - entrada gratuita

Projeto Grael - Velejando Com as Famílias

Praia de Jurujuba - Niterói -14h

Evento demonstrativo - entrada gratuita

Adapt Surf - Surf Adaptado

Praia da Barra da Tijuca - Posto 2 -10h

Evento participativo -entrada gratuita

Campeonato de Tênis de Mesa

UPP Andaraí - 10h às 15h

Evento participativo - entrada gratuita

Tênis Espetacular - Mini-Quadra de Tênis

Cínica de tênis do Guga

UPP Andaraí - 10h às 15h

Evento participativo - entrada gratuita

Campeonato de basquete de cadeirante

Lapa - Quadra -19h

Evento participativo - entrada gratuita

Pista de boliche aberta ao público

Lapa - Espaço Alternativo - 21h

Evento participativo - entrada gratuita

DOMINGO

Unicirco -Apresentação do Mascote dos Jogos Mundiais Militares 2011

Quinta da Boa Vista

9h - recreação, atividades diversas

10h - espetáculo Unicirco com o Mascote Arion e Maurício de Sousa.

Retirada dos ingressos na bilheteria do Unicirco a partir das 8h

Evento participativo - Entrada gratuita

Aulão de Hidroginástica

Piscinão de São Gonçalo -9h30

Evento participativo - entrada gratuita

Praia do Leblon - Posto 11 - 10h

Evento participativo - entrada gratuita

Sinuca, Totó, tênis de mesa, Muro de Escalda, Nintendo Wii, Touro Mecânico, Futebol de Sabão

9h às 17h - Piscinão de São Gonçalo - Espaço alternativo tenda dos jogos

Evento participativo - entrada gratuita

Corrida das Estrelas

Rio Kart Indoor - Rio Shopping

Jacarepaguá - 17h

Evento demonstrativo

Entrada: 1Kg de alimento não perecível para o Retiro dos Artistas

Encerramento oficial

Show do grupo Revelação, Mc Buchecha e Piscilata

Piscinão de São Gonçalo -18h

Evento participativo - entrada gratuita

Créditos à Secretaria de Turismo, esporte e Lazer

0 comentários:

Nova linha de ônibus facilita acesso ao Piscinão de São Gonçalo

O governador Sérgio Cabral na Cerimônia de Reinauguração do Parque Ambiental Praia das Pedrinhas, popularmente conhecido como Piscinão de São Gonçalo.

A prefeita de São Gonçalo, Aparecida Panisset, e o subsecretário de governo da Região Metropolitana, Alexandre Felipe, inauguraram, na manhã desta quinta-feira (11/11), a expansão da linha de ônibus que vai chegar até o Parque Ambiental da Praia das Pedrinhas, mais conhecido como Piscinão de São Gonçalo. A iniciativa vai beneficiar mais de duas mil pessoas diariamente, que agora terão mais segurança para chegar até o parque e para realizar a prova prática do Detran que acontece nas proximidades do local.

A nova linha de ônibus 20 A (Piscinão – Bairro Almerinda), da viação Estrela, começou a operar nesta quinta-feira e vai funcionar diariamente das 6h às 23h. A linha passa pelos bairros Coelho, Alcântara, Raul Veiga, Trindade, Nova Cidade, Mutuá, Estrela do Norte, Porto da Pedra e Boa Vista.

O ponto final do ônibus será na entrada do Piscinão. O secretário municipal de transporte, Mauro Assad, visitou a área nesta semana, estudou o trajeto do ônibus e já sinalizou as vias para evitar acidentes próximo ao parque.

Para a prefeita, o objetivo da ampliação da linha é para proporcionar mais conforto aos visitantes do Piscinão.

- O Piscinão de São Gonçalo é a maior área de lazer do nosso município e, com a ampliação da linha de ônibus, vamos melhorar o acesso ao parque, o que vai fazer com que mais pessoas possam aproveitar as atividades que o local oferece - disse a prefeita Aparecida Panisset.

Para o subsecretário de governo da Região Metropolitana, Alexandre Felipe, além de melhorar a locomoção dos visitantes até o parque, os moradores da região e os alunos das auto-escolas também serão beneficiados com o novo ponto de ônibus.

A prefeita de São Gonçalo, Aparecida Panisset, e o subsecretário de governo da Região Metropolitana, Alexandre Felipe, inauguraram, na manhã de hoje (11), a expansão da linha de ônibus que vai chegar até o Parque Ambiental da Praia das Pedrinhas, mais conhecido como Piscinão de São Gonçalo.

- O objetivo da parceria foi melhorar o acesso da população ao Parque Ambiental. Muitos moradores da cidade ainda não conhecem a área por encontrarem dificuldade no acesso - destacou Alexandre Felipe.

Quem também comemorou a conquista foi o gerente geral da viação Estrela, Antônio Nunes. Segundo ele, a linha vai ampliar o acesso dos jovens às atividades de cultura, esporte e lazer que o Piscinão promove diariamente.

Créditos à Subsecretaria de Governo

0 comentários:

Número de leitos nos hospitais estaduais cresceu de 1,9 mil para 3 mil

Em entrevista à rede Bandeirantes de televisão nesta quinta-feira (11/11), o secretario de Saúde do Estado, Sérgio Côrtes, falou sobre a atual situação dos hospitais no Rio de Janeiro.

Segundo o secretário, esforços tem sido feitos para melhorar a situação da saúde no estado e a superlotação dos hospitais é um sinal de que mais pacientes estão sendo atendidos. Ele cita que quando assumiu, havia 1900 leitos no estado, hoje são mais de 3000. O número de internações também cresceu, eram 30 mil e hoje são 90 mil.

- Nós acolhemos todo mundo. Nós criamos uma coisa chamada “acolhimento”, ou seja, nós garantimos que o paciente será atendido – disse Sérgio Côrtes.

O secretário também falou sobre as Unidades de Pronto Atendimento (UPA), que atendem diariamente mais de 10 mil pacientes. O projeto surgiu da necessidade de um posto de saúde que funcionasse 24 horas e que estivesse perto da população. Atualmente existem 42 UPAs em funcionamento e a previsão é que o número chegue a 70 em todo o estado.

Créditos à Subsecretaria de Comunicação Social

0 comentários:

Inea e Fetranspor assinam termo de cooperação técnica

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a Fetranspor (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro) irão trabalhar mais uma vez em parceria para garantir, nos próximos anos, um transporte urbano sustentável. A missão foi anunciada nesta quinta-feira (11/11), durante o 14º Etransport - Congresso sobre Transporte de Passageiro, na Marina da Glória, no Aterro do Flamengo, Zona Sul do Rio.

Luiz Firmino, presidente do INEA, assina termo de cooperação técnica na 14a. Etransport

O termo de cooperação técnica, assinado pelos presidentes do Inea, Luiz Firmino, e da Fetranspor, Lélis Marcos Teixeira, é uma tentativa de diminuir o impacto que os transportes coletivos causam na vida dos fluminenses. Poluição, congestionamentos e consumo de combustíveis não-renováveis são problemas que precisam ser solucionados por meio do desenvolvimento sustentável. Segundo Firmino, o acordo consolidado hoje cumpre uma série de ações que o Inea tem realizado com a Fetranspor.

- Nós já emitimos a certificação de várias garagens onde são feitos os exames de poluição veicular. Depois, implantamos o selo verde, que é colocado em veículos que passam nas vistorias para assegurar que os ônibus não estão emitindo poluentes. Agora, vamos apoiar o licenciamento ambiental para que as estruturas de empresas de ônibus sejam instaladas de forma adequada - destacou o presidente do Inea, que afirmou ainda que o Estado está trabalhando na regulamentação da Lei do Clima para melhorar a qualidade do ar.

O acordo inclui a orientação técnica sobre legislação ambiental, o pagamento da Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental (TCFA), a capacitação de profissionais na área de licenciamento ambiental e a realização de seminários e eventos sobre o tema. A proposta, apresentada no painel A Gestão Ambiental no Setor de Transportes: Desafios para o Licenciamento e a Sustentabilidade, é aliar gestão pública de serviços de transportes coletivos com ações de desenvolvimento sustentável.

- Nossa experiência com a Secretaria do Ambiente e o Inea já é muito boa. Essa parceria com o governo estadual traz benefícios para a população. O controle de emissão em todo o ciclo produtivo do transporte, não só na ponta como também nos procedimentos internos das empresas, resulta em qualidade de vida para a população. O Rio é o estado que tem, certamente, o menor nível de emissão de poluentes em seus transportes em função desse trabalho em conjunto - ressaltou Lélis Marcos Teixeira.

Mobilidade inteligente é tema do 14º Etransport

No maior evento de transporte do país, o foco é a busca por soluções sustentáveis para o deslocamento de cidadãos, o funcionamento mais racional das cidades e a adoção de novas tecnologias. A mobilidade inteligente, questão central do Congresso sobre Transporte de Passageiros, será discutida até esta sexta-feira (12/11) também na 8ª FetransRio - Feira Rio Transportes, que acontece simultaneamente na Marina da Glória.

Os desafios e propostas para o transporte para a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 também estão sendo debatidos por técnicos, estudiosos, sociedade civil, poder público, empresários e força de trabalho do segmento. A feira, que começou na última quarta-feira (10/11), conta com mais de cem expositores e apresenta as últimas novidades em veículos coletivos e equipamentos, como ônibus híbridos e articulados.

0 comentários:

Rio ganha restauro do monumento a Estácio de Sá, que inclui um centro de mídia da cidade maravilhosa

O prefeito Eduardo Paes inaugurou nesta quinta-feira, dia 11, no Aterro do Flamengo, o Monumento Estácio de Sá restaurado e o Centro Multimídia instalado no subsolo. Com investimento de R$ 352 mil - um convênio entre a prefeitura e o Ministério do Turismo - as intervenções incluíram a construção do centro de visitantes e a restauração do monumento.

Acompanhado do secretário nacional do Programa de Desenvolvimento do Turismo, Frederico Costa – que representou o ministro do Turismo, Luiz Barreto –, dos secretários municipais de Turismo, de Obras e de Conservação e Serviços Públicos, Antonio Pedro Figueira de Mello, Alexandre Pinto e Carlos Roberto Osório, entre outras autoridades, o prefeito Eduardo Paes destacou a importância do monumento a Estácio de Sá para a cidade:

- Essa cidade passa por um momento de transformação. Nada mais simbólico do que nós resgatarmos o espaço que homenageia o fundador da cidade. É um monumento no melhor lugar do Rio de Janeiro, na vista mais linda do mundo, que estava completamente abandonado. Recuperamos o monumento e transformamos o subsolo em um espaço onde as pessoas podem visitar para conhecer um pouco da cidade, do turismo do Rio. É uma homenagem justa ao fundador da cidade mais maravilhosa do mundo, na refundação da cidade, quase 450 anos depois.

O Centro Multimídia possui computadores que serão usados para pesquisa e totens multimídias, onde turistas e cariocas poderão conhecer um pouco mais sobre a história do Rio de Janeiro, através de um conteúdo audiovisual. O local, que também conta com um espaço para exposições de arte, fotografias, esculturas, pinturas, encenações e apresentações musicais, possui um auditório com capacidade para 37 pessoas com projetor, telão e televisores com definição em LCD, podendo ser utilizado para sessões de cinema, palestras, workshops, entre outras atividades.

Durante a cerimônia foi assinado o protocolo de intenção para adoção do Monumento Estácio de Sá entre a Prefeitura do Rio e a Universidade Estácio de Sá, que cuidará do espaço.Para o secretário especial de Turismo, Antonio Pedro, restaurar o marco da fundação da cidade, aliado à tecnologia de informação, é uma forma de resgatar a história carioca e atrair turistas:

- É muito gratificante estar entregando esse espaço, que é um marco da cidade onde ela se constitui de fato. Hoje ele é reinaugurado com um centro de visitantes e posto de informação turística. A cidade ganha um centro de visitas, além do monumento totalmente reformado. Aqui terá segurança 24 horas e contará com o apoio da GM e do policiamento.
O monumento, construído pelo Estado da Guanabara e projetado por Lúcio Costa, foi inaugurado em 1973 e teve sua última reforma no ano de 2000. O objetivo era guardar os restos mortais do fundador da cidade, Estácio de Sá, assim como relíquias desse período, se tornando o marco e o memorial oficial da fundação da cidade do Rio de Janeiro.

Créditos à PMRJ

0 comentários:

Prefeitura do Rio lança projeto de turno único nas escolas da rede municipal

O prefeito Eduardo Paes e a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin, lançaram na tarde desta quinta-feira, dia 9, em cerimônia no Palácio da Cidade, o projeto que cria o turno único nas escolas municipais. A lei que prevê a implantação de turno de sete horas nas unidades de ensino já foi sancionada pelo prefeito Eduardo Paes e entrará em vigor a partir de 2011. A cerimônia reuniu os secretários municipais da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho, e de Trabalho e Emprego, Augusto Ribeiro, além de coordenadores de CREs (Coordenadorias regionais de Educação) e profissionais da área.

Durante a cerimônia, uma apresentação de 21 alunos da Escola Municipal Cuba emocionou os convidados. Coordenados pela professora Vera Bastos, os estudantes apresentaram esquete baseada no livro "O Quinze", de Rachel de Queiróz, em que interpretaram três canções de própria autoria.

O prefeito Eduardo Paes afirmou que aqueles alunos simbolizavam a realidade da educação no Rio, completando que a aprovação desse projeto representa mais um ingrediente na revolução que está em curso na educação da cidade:

- Estou muito feliz com os resultados da educação e diria que a implantação do turno único é a cereja que faltava nessa receita de sucesso. Quando vi esse projeto em pauta na Câmara decidi topar esse desafio, adaptando-o às nossas capacidades. Trata-se de uma meta difícil, mas estou certo de seu cumprimento - afirmou o prefeito, que fez questão de elogiar o trabalho desenvolvido pela secretária Cláudia Costin:

- Quando assumi o governo, fiz questão de escolher para o cargo alguém que tivesse a capacidade de gerenciar a maior rede de educação do país. Estou orgulhoso do trabalho que ela vem realizando. Existem desafios a serem superados e o maior deles é o da qualidade. Temos que lutar por isso - disse Eduardo Paes.

A secretária municipal de Educação falou sobre a esquete apresentada pelos alunos e destacou a importância do turno único para a educação do Rio de Janeiro:

- Nunca vi uma releitura de "O Quinze" tão competente e, principalmente, tão oportuna, quando se fala do preconceito contra os nordestinos. Foram eles que escreveram a história do nosso país e merecem ser respeitados por isso. Esses alunos realmente fizeram um trabalho lindo. E essa lei vai permitir que outras escolas se dediquem a trabalhos lindos como esse - disse a secretária, que deu mais detalhes sobre o projeto de turno único:

- Essa lei nos aproxima dos países desenvolvidos. Atualmente, nos Estados Unidos ou na Europa, as crianças entram às 8h e saem às 15h, participando de atividades esportivas entre 15h e 17h. Isso permite que se trabalhe com muito mais competência a língua pátria (no nosso caso o português), que os alunos tenham mais tempo de matemática, ciências. Os aluno contam hoje com cerca de 17 disciplinas e o pouco tempo para cada uma delas pulveriza o conhecimento. Além disso, o projeto vai permitir que também trabalhem com artes, melhorando o repertório cultural deles - disse Claudia Costin, completando que trata-se de um imenso desafio:

- Existe um tempo em que os alunos conseguem se manter concentrados. E isso vai desafiar os professores a um estilo de aula mais dinâmico, mais interessante. Por sorte, especialmente no segundo segmento, do 6º ao 9º ano, estaremos com um portal de aulas digitais. Também haverá mais tempo para Educação Física, o que será muito importante para o desenvolvimento sadio desses jovens.

A Secretaria de Educação informa que a rede já conta com oferta de ensino em tempo integral em 423 das 1.064 escolas, totalizando 63.593 alunos (10% dos 619.057 estudantes) da pré-escola ao 9º ano. Além disso, em fevereiro de 2011, já serão mais 20 unidades de ensino com o novo sistema.

O turno único será implantado progressivamente em todas as séries, com especial atenção para as escolas situadas em locais de baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e as que recebem populações de áreas mais carentes ou de risco. Ainda de acordo com o órgão, as primeiras escolas que receberão o novo modelo integram o Ginásio Experimental Carioca.

Créditos à PMRJ

0 comentários:

Profissionais da Prefeitura de Lisboa estão no Rio para ministrar aulas sobre o calçamento em pedras portuguesas

A Prefeitura do Rio iniciou na tarde desta segunda-feira, dia 8, o Curso de Formação de Mestres Calceteiros. A aula inaugural foi realizada no Arquivo Geral da Cidade, na Cidade Nova, e reuniu a turma com 60 alunos calceteiros. Eles terão aulas com cinco mestres portugueses, que trabalham na Prefeitura de Lisboa e estão no Rio para ministrar o curso sobre a arte e a técnica do calçamento em pedras portuguesas.

O secretário municipal de Conservação e Serviços Públicos, Carlos Roberto Osorio, representando o prefeito Eduardo Paes, e o secretário municipal do Trabalho e Emprego Augusto Ribeiro, abriram a aula inaugural ao lado do representante da Prefeitura de Lisboa, Fernando Fernandes, da diretora do Arquivo da Cidade, Beatriz Kushnir, e do professor de Arquitetura e Urbanismo da UFRJ, Cristóvão Duarte.

- Espero que vocês sejam os replicadores no Rio de Janeiro para as futuras gerações dessa arte tão importante para a nossa cidade. Esse ato é uma demonstração de carinho com o Rio e com aqueles que ajudam a cuidar da cidade- disse Osorio.

O Rio de Janeiro possui 1,2 milhão de metros quadrados de calçamento em pedras portuguesas. O objetivo da Prefeitura do Rio é formar uma nova geração de calceteiros e garantir a qualidade do assentamento de pisos em pedra portuguesa na cidade. Hoje existem 80 calceteiros trabalhando na manutenção do calçamento no município do Rio.

De acordo com Osorio, a partir de março de 2011 a Prefeitura realizará esse curso regularmente:

- Estamos hoje nesse curso requalificando 60 calceteiros que trabalham nas ruas. Mas, o mais importante é que estamos formando oito mestres, que estarão a partir de março do ano que vem dando aula no curso de formação de novos calceteiros.

Esses 60 alunos realizarão o treinamento de restauro no calçamento do Largo do Machado. A mesma turma também executará com pedras portuguesas um desenho no calçamento de passagem, em Botafogo, para o Shopping Rio Sul.

O secretário Augusto Ribeiro também falou sobre a importância desse curso para a cidade do Rio de Janeiro:

- Com este curso o Rio forma um quadro de competentes profissionais, de uma arte que a cidade precisa para preservar sua identidade urbanística.

Na ocasião, foram lançados os novos equipamentos e uniformes que serão usados pelos calceteiros no Rio.



Créditos à PMRJ

0 comentários:

below feature ads

Conferência e eventos